Facebook: negócios que dependem de anúncios estão “sob ataque” no iOS 14 Pouco a pouco, a estratégia de argumentação da rede vai se desenhando

Facebook

Não é de hoje que o Facebook está em pé de guerra com a Apple por causa das mudanças de privacidade do iOS 14 — que, mesmo adiadas para 2021, ainda estão causando polvorosa no mundo dos anúncios digitais. A rede de Mark Zuckerberg continua desferindo ataques contra a Maçã; desta vez, quem se pronunciou foi o CRO1 da rede, David Fischer.

Publicidade

Em uma sessão virtual da Advertising Week, relatada pela CNBC, Fischer afirmou que negócios que dependem da receita de anúncios estão “sob ataque” com as vindouras mudanças do iOS 14. O executivo afirmou que o modelo em questão é o que permite que vários tipos de conteúdo sejam oferecidos gratuitamente para usuários — e isso será ameaçado com as novidades propostas pela Maçã.

O modelo econômico que nós no Facebook utilizamos, assim como tantos outros negócios, é um modelo que merece ser preservado. É um modelo que torna uma série de conteúdos disponíveis gratuitamente e faz com que os negócios que os produzem prosperem. É o modelo dos anúncios. E agora, sendo sincero, uma parte dele está sob ataque — as próprias ferramentas que empresários e negócios utilizam estão sendo ameaçadas. A meu ver, as mudanças propostas pela Apple, que são muito drásticas, vão prejudicar principalmente esses desenvolvedores e negócios.

Fischer afirmou, também, que a Apple opera um modelo de negócios completamente diferente: um em que seus produtos e serviços são oferecidos às esferas mais elitizadas da população, pessoas que são “sortudas o bastante para ter uma renda abastada em países ricos”. Não é o caso, segundo o executivo, de boa parte do mundo — e Fischer afirmou que o Facebook continuará lutando por ele.

Tudo bem [operar desta forma], mas não acho que seja apropriado que eles ditem como devem ser os outros modelos de negócio. O modelo que nós acreditamos ser o mais valioso, esse que depende de anúncios — em nosso caso, anúncios personalizados —, permite a disponibilização de produtos gratuitos, permite que negócios sejam iniciados e cresçam e perseverem, nós vamos defendê-lo. E eu acho muito importante que não só nós, mas toda a indústria o defenda.

Com isso, mais uma vez fica clara a estratégia do Facebook: de defender seu lado usando o argumento dos pequenos negócios e do conteúdo disponível livremente, com base em anúncios. Se os consumidores, os órgãos de regulação e a Apple comprarão o discurso, entretanto, precisaremos aguardar para ver.

via 9to5Mac

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…