Pirataria

Conforme a Apple vai fincando mais e mais seus pés no mundo do audiovisual, é esperado que a empresa também comece a participar dos grupos e das iniciativas que compõem a indústria. E é exatamente isso que está acontecendo.

Publicidade

A Maçã juntou-se recentemente à Alliance for Creativity and Entertainment (ACE), um dos principais grupos anti-pirataria da indústria audiovisual. Já estão lá gigantes do ramo como Disney, Netflix, Amazon, Warner Bros., Sony Pictures, NBCUNiversal, Paramount e BBC, entre outras.

A Maçã fará parte do conselho administrativo do grupo, que foi fundado em junho de 2017 e tem como principal objetivo “combater o ecossistema de pirataria” que, segundo eles, é a principal fonte de prejuízo na indústria. Pelos cálculos da ACE, as gigantes do ramo deixam de faturar cerca de US$71 bilhões anualmente por conta da distribuição ilegal de conteúdo, e cerca de 80% de toda a pirataria na internet hoje está ligada a conteúdo audiovisual.

As estratégias do grupo incluem localizar e processar grupos de distribuição de pirataria, além de desenvolver novas tecnologias que impeçam (ou dificultem) a distribuição irregular dos conteúdos em questão. Segundo a ACE, em seus três anos de existência o grupo já “atingiu grande sucesso” investindo contra fontes de streaming e downloads ilegais.

Publicidade

Muito bem, então.

via Axios

Taggeado:

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…