“iPad”, e nada mais

O que esperar do iPad de segunda geração?